Quarta, 22 de Setembro de 2021
51993949307
Geral Paulo Guedes

‘Qual o problema de a energia ficar um pouco mais cara?’, questiona Guedes

Ministro da Economia participou do lançamento da Frente Parlamentar do Empreendedorismo nesta quarta (25). Guedes disse também que crise hídrica pode ‘causar perturbação’, mas que Brasil vai vencer a crise.

26/08/2021 10h13
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

O ministro da Economia, Paulo Guedes, questionou nesta quarta-feira (25) qual seria o problema de a "energia ficar um pouco mais cara porque choveu menos". De acordo com o ministro, o país conseguiu se organizar em meio à pandemia, então não haveria razão para "ter medo".

A alta no preço da energia é consequência da crise hídrica que afeta os reservatórios das usinas hidrelétricas. O Brasil enfrenta a pior estiagem dos últimos 91 anos e nesta quarta (25) o governo federal anunciou medidas para estimular a redução do consumo de energia elétrica no país.

Continua depois da publicidade

"Se ano passado que era um caos, nos organizamos e atravessamos, por que vamos ter medo agora? Qual é o problema agora que a energia vai ficar um pouco mais cara porque choveu menos?", disse Guedes durante o lançamento da Frente Parlamentar do Empreendedorismo, na Câmara dos Deputados, nesta quarta (25).

A energia elétrica exerceu o maior impacto individual no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), divulgado nesta quarta (25), respondendo sozinha por 0,23 ponto percentual no índice do mês. E, segundo o blog da Ana Flor, o patamar 2 da bandeira tarifária vermelha da conta de luz deve aumentar ainda mais a partir de setembro.

Continua depois da publicidade

Para o ministro, o Brasil irá "enfrentar essa crise". Segundo Guedes, a falta de chuvas vai causar "perturbação", que pode levar a inflação um “pouquinho pra cima” e o Banco Central (BC) terá que “correr um pouco” para conter o aumento.

"Vamos ter que enfrentar o problema do choque hídrico, isso vai causar perturbação, empurra inflação um pouquinho pra cima, BC tem que correr um pouco mais atrás da inflação, mas nós vamos enfrentar essa crise.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias