Quarta, 22 de Setembro de 2021
51993949307
Geral Rachadinha

''Rachadinha'' da família Bolsonaro vai parar no New York Times

Jornal do EUA fez longa reportagem sobre as suspeitas de corrupção que envolvem o clã; são citados os três filhos Flávio, Carlos e Eduardo, além da esposa Michelle

30/08/2021 12h31
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

O jornal americano New York Times publicou longa reportagem este domingo (29), sobre o esquema de “rachadinha” que envolve a família do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). De acordo com o diário, Bolsonaro, que teve surpreendente ascensão da periferia da política de extrema direita à Presidência impulsionada pela promessa de erradicar a corrupção, é acusado de minar o Estado de direito, à medida em que os escândalos se aproximam cada vez mais do Palácio do Planalto.

Especialistas entrevistados pelo jornal afirmam que as evidências que surgiram até agora no caso do ex-assessor Fabrício Queiroz sugerem que a família Bolsonaro participava de um esquema conhecido como “rachadinha”, comum nos escalões inferiores da política brasileira. O esquema, explica o NYT, envolve desviar o dinheiro do contribuinte mantendo empregados fantasmas na folha de pagamento ou contratando pessoas que concordam em devolver uma parte de seu salário ao patrão.

Continua depois da publicidade

“A suspeita é que se tratava de um negócio familiar que durou muitos anos e movimentou muito dinheiro”, disse Bruno Brandão, diretor-executivo da Transparência Internacional no Brasil, sobre o esquema de suborno envolvendo o ex-assessor. “Essas suposições são muito sérias, corroboradas por evidências sólidas, em uma investigação que se baseia em transações financeiras altamente irregulares”, conclui.

O texto diz ainda que, em ações judiciais e vazamentos para a imprensa, as autoridades exprimiram a suspeita de que, a partir de 2007, Queiroz ajudou o filho mais velho do presidente, Flávio Bolsonaro, a roubar fundos públicos embolsando parte dos salários de pessoas de sua folha de pagamento quando ele era um representante do estado. Flávio Bolsonaro foi eleito senador em 2018.

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias