Terça, 26 de Outubro de 2021
51993949307
Geral Governo Bolsonaro

Governo Bolsonaro deixa vencer estoque de R$ 80 milhões em testes, remédios e vacinas

A Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), ligada ao Ministério da Saúde, deixou vencer milhares de kits para diagnóstico da covid-19 e dezenas de medicamentos e vacinas para outras doenças.

28/09/2021 15h11
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

A Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), ligada ao Ministério da Saúde, deixou vencer milhares de kits para diagnóstico da covid-19 e dezenas de medicamentos e vacinas para outras doenças.

O órgão foi notificado sobre a proximidade da data de validade de 32 tipos de insumos. Mesmo assim, não agiu a tempo de distribuí-los.

Continua depois da publicidade

O resultado é que, agora, milhares de imunizantes, soros, diluentes e testes que custaram R$ 80,4 milhões não foram aproveitados a tempo e terão de ser inutilizados.

O desperdício inclui, por exemplo, mais de 18 mil kits de testes de covid, considerados fundamentais pelos especialistas para monitorar e controlar a transmissão do vírus.

Continua depois da publicidade

Também estão na lista 44 mil vacinas meningocócicas (contra meningite) e 16 mil vacinas contra a gripe. (…)

x.x.x.x

Sob Bolsonaro, Saúde deixou vencer R$ 240 milhões em vacinas, testes e remédios

Continua depois da publicidade

O Ministério da Saúde deixou vencer um estoque de remédios, vacinas, testes e outros itens que somam R$ 240 milhões.

Os insumos devem ser incinerados. São 3,7 milhões de itens no cemitério de insumos do SUS em Guarulhos (SP).

Todos eles expiraram durante a gestão do governo de Jair Bolsonaro.

Continua depois da publicidade

O estoque é mantido em sigilo pela pasta, que nega acesso aos dados desde 2018.

Em tabela obtida pela Folha, no entanto, os insumos estão listados por número do lote, data de validade e valor pago.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias