Terça, 30 de Novembro de 2021
51993949307
Geral Ciro Gomes

Ciro se impõe e PDT fecha posição contra PEC dos Precatórios

Mudança de posicionamento se deu após decisão de Ciro Gomes de suspender sua candidatura ao Palácio do Planalto; 15 deputados apoiaram PEC no primeiro turno

09/11/2021 13h57
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

Após Ciro Gomes suspender a sua candidatura à Presidência da República, o PDT decidiu oficializar uma posição partidária contrária a PEC dos Precatórios, que deve ser votada em segundo turno nesta terça-feira, 9. No primeiro turno em votação do plenário, 15 deputados do PDT votaram a favor da proposta que fura o teto de gastos e prolonga as dívidas da União.

A decisão de ser contrário a PEC foi anunciada pelo líder do PDT na Câmara, Wolney Queiroz, através do twitter. O deputado, no entanto, não informou se aqueles que votarem contra a indicação do partido serão penalizados.

Continua depois da publicidade

“Hoje à noite, por maioria, decidimos mudar a posição da bancada na votação em segundo turno da PEC 23. A decisão se deu em nome da preservação da nossa unidade partidária", postou o líder do PDT no Twitter.

A votação do segundo turno está mantida para esta terça-feira. A polêmica PEC foi aprovada com 312 votos entre 456 presentes. São necessários 308 para a aprovação. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), espera que a margem de apoio a proposta seja melhor.

Continua depois da publicidade

Para viabilizar votos favoráveis a uma PEC que parecia fadada ao fracasso, Arthur Lira tem liberado emendas do relator a deputados que apoiam a proposta. As emendas fazem parte do chamado orçamento secreto em verbas distribuídas aos redutos eleitorais dos parlamentares sem a devida publicidade.

Em liminar, a ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, determinou a suspensão integral e imediata da execução dos recursos oriundos das chamadas ‘emendas do relator’, referentes ao orçamento de 2021. A votação segue no plenário da Corte e conta com quatro votos a favor da suspensão dos pagamentos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias