Terça, 30 de Novembro de 2021
51993949307
Geral Dinheiro

Desembargadora livra bolsonarista flagrado com dinheiro em mala e alega que denúncia veio da ‘esquerda’

Na ação, entretanto, investigadores encontraram uma mala com pacotes de dinheiro que pertencia a Eguchi. Eram dezenas de notas de R$ 50 e R$ 100, além de cédulas em euro e dólar.

11/11/2021 11h51
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

A Justiça livrou bolsonarista pego com dinheiro em mala de inquérito. Everaldo Jorge Martins Eguchi, conhecido como Delegado Federal Eguchi, foi pego pela Polícia Federal em operação que apurava suposto vazamento de informações. Na ação, entretanto, investigadores encontraram uma mala com pacotes de dinheiro que pertencia a Eguchi. Eram dezenas de notas de R$ 50 e R$ 100, além de cédulas em euro e dólar.

Agora, o alvo foi suspenso e ele foi reconduzido ao cargo. A apreensão sequer consta na decisão liminar publicada pelo TRF-1. A desembargadora Maria do Carmo Cardoso justificou que o trancamento do inquérito se dá porque, nos autos, “é possível identificar, ao menos no atual cenário, questões políticas e pessoais como fatores determinantes para a abertura da investigação que se baseou em denúncia anônima contra o paciente”.

Continua depois da publicidade

Bolsonarista foi livrado por ser… Bolsonarista

A magistrada diz que o agente que recebeu a denúncia anônima é “flagrantemente contra” os ideais de Eguchi. “O mesmo é conservador e bolsonarista, enquanto que o agente que recebeu a denúncia é o que podemos chamar de uma figura da ‘Esquerda’, conforme consta em suas redes sociais e comentários em páginas online de famoso jornal brasileiro e blog”.

Continua depois da publicidade

A desembargadora ainda alegou que há fragilidade nos relatórios de inteligência do caso, “uma vez que a conexão online na rede social Facebook como ‘amigo’ em um universo de usuários virtuais não permite confirmar que de fato as pessoas são próximas ou ao menos se conhecem”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias