Terça, 18 de Janeiro de 2022
51993949307
Geral Michelle Bolsonaro

Cheques de Queiroz pra Michelle viram perguntas em concurso público

A pergunta pediu aos participantes da prova que indicassem o valor de médio de cada pagamento recebido por Michelle Bolsonaro

08/12/2021 09h29
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

Os R$ 89 mil que foram depositados em cheques na conta bancária de Michelle Bolsonaro, a primeira-dama, por Fabrício Queiroz, viraram questão de matemática em prova de concurso público na cidade de Pompeia, Centro-Oeste paulista.

A pergunta pediu aos participantes do concurso que apresentassem o valor médio de cada cheque recebido pela primeira-dama.

Continua depois da publicidade

A questão número 12 da prova perguntou o seguinte: “Considerando que Michelle recebeu R$ 89.000,00 pagos através de 21 (vinte e um) cheques ao longo de 12 (doze) meses, qual a média de valor de cada cheque?”.

Em seguida, foram apresentadas quatro opções de resposta: A) R$ 4.238, 00; B) R$ 5.238,00; C) R$ 6.020,00; e D) R$ 3.384,00.

Continua depois da publicidade

A primeira alternativa é a resposta correta

A prova na íntegra pode ser conferida aqui.

Queiroz depositou pelo menos 21 cheques na conta de Michelle Bolsonaro desde 2011

Continua depois da publicidade

Reportagem de Fábio Serapião, na edição desta sexta-feira (7) da revista Crusoé, revela que o ex-PM Fabrício de Queiroz, que teria comandado o esquema de rachadinhas como assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), depositou pelo menos 21 cheques na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, entre os anos de 2011 e 2018.

A reportagem, que teve acesso à quebra de sigilo bancário de Queiroz autorizada pela Justiça, afirma ainda que não foi encontrado nenhum depósito de Jair Bolsonaro nas contas de Queiroz, como forma de devolução do dinheiro depositado nas contas da primeira-dama.

As informações contrariam Bolsonaro, que em dezembro de 2018, antes de tomar posse, afirmou que o depósito de R$ 24 mil de Queiroz nas contas de Michelle seriam relativos a um empréstimo no valor de R$ 40 mil que ele teria concedido ao amigo de décadas.

Continua depois da publicidade

Além dos R$ 72 mil depositados em cheque por Fabrício Queiroz, acusado de comandar o esquema de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, recebeu ainda pelo menos quatro cheques, no valor de R$ 11 mil, de Márcia Aguiar, esposa do ex-PM, amigo há décadas de Jair Bolsonaro. As informações são da Folha de S.Paulo.

Aras rejeita abrir investigação contra Bolsonaro sobre cheques de Queiroz na conta da primeira-dama

Buscando a indicação para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) – ou, ao menos, a recondução ao próprio cargo para um segundo mandato -, o procurador-geral da República, Augusto Aras, rejeitou pedido de investigação contra Jair Bolsonaro (Sem partido) sobre os R$ 89 mil depositados em cheques por Fabrício Queiroz na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“É notório que as supostas relações espúrias entre o senador Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz, seu ex-assessor na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, foram objeto de denúncia na primeira instância em desfavor de ambos. Inexiste notícia, porém, de que tenham surgido, durante a investigação que precedeu a ação penal em curso, indícios do cometimento de infrações penais pelo presidente da República”, afirmou Aras ao pedir o arquivamento da denúncia, feita pelo advogado Ricardo Bretanha Schmidt, ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello.

“Micheque” inspira música da banda Detonautas

No auge do escândalo dos cheques da primeira-dama, a banda Detonautas, que tem como vocalista Tico Santa Cruz, um crítico contumaz do governo Bolsonaro, lançou a música “Mala Cheia”, que teve como inspiração os cheques depositados na conta de Michelle Bolsonaro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias